quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Chef Rafael de Cara prepara cardápio especial da Itália

A PARTIR DE MARÇO, NO JANTAR DE QUINTA A SÁBADO E NOS ALMOÇOS DE SÁBADO E DOMINGO VOCÊ PODERÁ, A CADA MÊS, DEGUSTAR UM CARDÁPIO ESPECIAL DE UMA REGIÃO DA ITÁLIA...

image

A partir do mês de março, no PASTA D’AUTORI, terá um cardápio fechado de uma região da Itália.

image 

A primeira região a ser “preparada” pelo Chef Rafael De Cara é a Sardenha.
A Sardenha é uma ilha do Mar Mediterrâneo ocidental situada a oeste da Península Itálica e sul da Córsega com 1,65 milhão de habitantes e cuja capital é Cagliari. Juntamente com Vêneto, é uma das duas regiões cujo status na região descrevem os habitantes locais com a expressão "popolo" (pessoas), expressão destituído de qualquer significado jurídico ou o reconhecimento legal.

image

A cozinha da Sardenha evoluiu de forma peculiar e ainda conserva muitas das suas características antigas.

Alguns pratos típicos são: culingiones - uma versão local de ravioli com uma mistura harmoniosa de acelgas, queijo de ovelha Pecorino sardo, noz-moscada e açafrão; o malloreddus (ou gnocchetti sardi), o porceddu (ou maialetto ou porchetto) -  porco muito jovem, até 5 kg de peso) assado no forno em covas feitas cheias de brasas e cobertas com terra. É temperado sal, pimenta, louro, muito alho e murta, podendo também ser marinado em filu'e ferru, uma aguardente local. O queijo mais conhecido da ilha é o pecorino sardo, célebre no mundo inteiro e classificado como "Denominação de Origem Controlada". É feito de leite de ovelha (pecora significa ovelha em italiano). Os doces da ilha são, sobretudo baseados em amêndoas (os amarettus ou amaretti, os gattò, etc.), em mel e diversas especiarias. Os vinhos sardos são menos conhecidos que os de outras regiões de Itália, mas a sua fama tem crescido. As aguardentes de uva e de murta e overnaccia, um vinho branco doce com elevado teor alcoólico são muito correntes.

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Sardenha
Março 2012

  • Pomodori ripieni - Tomates recheados
  • Pasta com la bottarga - Massa com ovas de tainha
  • Calamari ripiene - Lula recheada
  • Sebadas - pastel de queijo com mel

O vinho selecionado para harmonizar com o menu é o Le Torri Carignano del Suicis rosato 2010 - R$ 55,00.

PREÇO POR PESSOA CARDÁPIO FECHADO: R$ 79,00

---------------------------------------------------------------------------------------------------

Tagialtele com Bottarga 010

Tagliatele com Bottarga

RECEITA:
Pasta com la bottarga

Massa: 90 g de farinha de trigo, 3 gemas, 20 g de manteiga sem sal, 30 ml de creme de leite fresco, 10 g de manteiga trufada, 3 g de bottarga Lefkas granulada, Bottarga em lascas, 10 g de pão italiana, moído, Sal, Salsinha, para decorar.

Modo de preparo:
Massa:
Coloque a farinha na bancada e faça um buraco no centro. Acrescente as gemas e incorpore à farinha com a ajuda de um garfo. Trabalhe a massa, sovando bem até ficar lisa. Deixe descansar 20 minutos, aproximadamente. Abra a massa na espessura de 1 a 2 mm, enrole e corte em fatias bem finas. Abra as tiras e espalhe numa superfície.

Creme:
Toste o pão moído e misture a bottarga em pó.
Numa frigideira, derreta a manteiga sem sal e acrescente o creme de leite, a bottarga granulada e a manteiga trufada. Ajuste o sal.
Acrescente a massa cozida al dente e metade do pão, misturando com cuidado para incorporar.
Sirva num prato fundo aquecido, finalizando com o restante do pão tostado e decorando com um raminho de salsa e lascas de bottarga.
Receita para 1 pessoa
_______________________________________________________________________

Um pouco da Itália:
Para entender algo sobre cozinha italiana você deve primeiro entender que a Itália é um país muito jovem, pouco mais de cem anos de idade. Antes, a Itália estava dividida em reinos, ducados, repúblicas, principados e, a área pertencente ao Papa. Eles não tinham muito contato uns com os outros, exceto em guerras e, eles certamente não iam ver o que seus vizinhos estavam comendo. É por isso que você tem diferentes tipos de culinária de cada região.
Outra razão é o clima. Ao norte você está ao lado de Áustria, se descer a bota para a Sicília estará no mesmo paralelo como a África. As pessoas cozinham com o que eles têm na mão, com o que cresce em sua área. Essa é a forma como era anos atrás e, que é a maneira que ainda é. Temos uma série de micro-climas da Itália. Turim é uma das cidades mais frias da Europa no inverno, mas a apenas 60 milhas de distância, na Ligúria, na costa, você encontra cravos e rosas em flor. Outro micro-clima existente: Nápoles, que tem um clima ameno, em comparação com Avellino nas proximidades, e recebe frequentemente a primeira neve do inverno.

A CASA ABRE DE 5ª A SÁBADO PARA O JANTAR!
PASTA D’AUTORI CUCINA ORIGINALE

Rua Prof. Atílio Innocenti, 743 – Itaim Bibi
Fones: 30.44.0615 – 3044.2362
Capacidade: 50 lugares
Cartões: todos (menos Amex)
Acesso a portadores de deficiência física
Estacionamento conveniado – R$12,00 o período
Wi-fi gratuito
Funcionamento: terça a sexta-feira – Almoço: 12hs às 15hs
Quinta a sábado – Jantar: 19hs às 23hs.
Sábados – Almoço: 12hs às 15hs
Domingos – só almoço – 12hs às 17hs.

Informações para Imprensa:
BLUE COMUNICAÇÕES
Marilu Peretti
Fones: 11 – 9686.1729 // 5594.0218

Um comentário:

Mariana disse...

Que gostosas são as comidas da Itália! Tem algum serviço de delivery em itaim, porque quero muito experimentar esses pratos!

Related Posts with Thumbnails